Início Cultura Adeus a Oscarino, o criador do Peteleco

Adeus a Oscarino, o criador do Peteleco

78
0

O Amazonas perdeu neste domingo, 15/4, um dos maiores e mais importantes artistas de bonecos do país. O ventríloquo Oscarino Varjão faleceu aos 81 anos vítima de uma parada cardíaca.

Oscarino ganhou fama mundial ao dar vida, por mais de seis décadas, ao boneco Peteleco. A irreverência do boneco, que muitos consideram ter vida própria, faz parte da infância de gerações.

Trajetória

O artista Oscarino Farias Varjão, nasceu no Catalão, Zona Rural de Manaus, e há 64 anos trabalhava como ventríloquo. O “Peteleco”, seu boneco mais famoso, é o seu quarto boneco. Ele nasceu 15 de maio de 1957, quando o artista tinha 20 anos de idade.

Patrimônio Cultural

O boneco Peteleco é considerado Patrimônio Cultural Imaterial do Amazonas desde 2016. Por décadas, a inseparável dupla “Oscarino e Peteleco” arrancaram risadas e aplausos. Das ruas, às escolas, aos teatros. Adultos cresceram amando o popular boneco.

Homenagens

Nas redes sociais artistas e fãs homenagearam Oscarino.

O ator e diretor presidente da Federação de Teatro do Amazonas (Fetam), Douglas Rodrigues, postou sua homenagem e relembrou que a “Sala de Bonecos Peteleco”, na Casa Ibiapina foi fechada pelo poder público.

“De um tempo onde não existia “Bullyng”, peteleco não era preto, era negão […] A sala de bonecos Peteleco foi um marco na década de 2000 – 2010, gerava filas e mais filas para o teatrinho de bolso criado por Sergio Cardoso, na Casa Ibiapina […] A primeira vez que o vi, pirei, minha inquietude era saber: de onde vem essa voz” (Douglas Rodrigues

O ator, diretor e idealizador do Festival Curumim de Teatros de Boneco, Michel Guerrero, da Companhia de Teatro Apareceu a Margarida postou:

“O grande Oscarino Varjão partiu para alegrar os reinos dos céus e das artes junto a seu querido Peteleco. Um grande amigo. Um grande artista. Uma grande perda para o cenário artístico amazonense e da região Norte. Tive a honra de homenageá-lo, com apoio da Manauscult e da SEC, na primeira edição do Festival Curumim de Teatro de Bonecos, do qual compartilho uma de suas apresentações, naquele momento, em 2016. Um colega com ‘C’ maiúsculo, que me ligava na maioria das vezes para me desejar uma excelente apresentação, em meus eventos. Você estará para sempre em nossa memória e em nossos corações!” (Michel Guerrero)

 

Em 2016, a dupla Oscarino e Peteleco abriu o “Festival Curumim de Teatro de Bonecos”. Na ocasião, em entrevista, Oscarino declarou.

“Nós não contamos piadas para as crianças, nós conversamos com elas. Fazendo perguntas de maneira divertida, as crianças aprendem brincando”

Confiram um trecho da apresentação de Oscarino e Peteleco no festival.

 

“Obrigada, Oscarino! Descanse em paz”

Portal Beiju

Deixe uma resposta